Os elementos e suas propriedades

"Quando o Santo, bendito seja Ele, fez surgir as Três Mães, Ele as misturou, permutou e examinou-as bem. Ele as coroou e as fez reinar sobre a Vontade, a Sabedoria e o Entendimento(...) Por elas, o Santo fez surgir o sopro, as Águas superiores e a chama incandescente."
Quando o Santo, bendito seja Ele, fez surgir as Três Mães, Ele as misturou, permutou e examinou-as bem. Ele as coroou e as fez reinar sobre a Vontade, a Sabedoria e o Entendimento. Não são elas senão instrumento pelo qual Ele faz submergir todos os mundos nas Águas superiores, como já visto em outro momento[i]. Por elas, o Santo fez surgir o sopro, as Águas superiores e a chama incandescente.
Ele as coroou dizendo (Bereshit 1:26): “Domine sobre os peixes do mar, sobre as aves dos Céus, sobre as grandes bestas e sobre os pequenos animais rastejantes.” - Isso foi feito para que a Extremidade dos Céus Acima dominasse sobre a Extremidade dos Céus Abaixo e, por meio do despertar dos Céus Abaixo, se desperta os Céus Acima;
Todas essas maravilhas é porque o Santo pronuncia as palavras da criação como labaredas de fogo que marcam o ferro pela mão do ferreiro. E cada coisa foi suspensa e refletida abaixo; sobre isso, está escrito (Bereshit 1:1): “[...] criou Elohim os Céus e a terra.”
Quando o Santo organizou-as de acordo com suas qualidades, surgem os elementos primordiais, cada um de acordo com sua similaridade e funcionalidade para a criação do mundo. O Fogo domina sobre os Céus e sobre o Verão, as Águas dominam sobre a terra e sobre o Inverno e o Ar é o Espírito de D’s que decide entre eles, equilibrando-os no Outono e na Primavera.
As Mães dão origem a Primeira Matéria, por causa do potencial dado a elas por D’s. Sobre essa Primeira Matéria suspensa acima dos sublimes Céus, está escrito (Bereshit 1:2): “E a terra era caos [...]” – Essa matéria é a terra caótica sobre o qual muito pouco se pode discorrer.
A Matéria Primeira permanece escondida antes de ser emanada, criada, formada, coroada e estabelecida como Sua Realeza nos mundos inferiores, como um peixe que se oculta nas Águas. Junto da Sabedoria, suspensa pelos sete pilares da Criação, a Matéria Primeira está intocada, pois este é o Seu compromisso, como está escrito (Bereshit 1:3): “E Elohim disse: ‘Haja luz!’ e houve luz.”
Nos indicando que a Luz já existia e portanto, sobre ela não foi dito “e faça”, mas que apenas uma fração de Seu esplendor “houve” na existência dos mundos inferiores. Essa é a Luz que está guardada na Realeza superior, e sobre ela nada podemos dizer além daquilo que fora outrora explicado[ii].
E foi assim que D’s presenteou Adam com o Seu conhecimento; e não foi com outro propósito senão para manusear essa tão volátil e aquosa matéria. E por meio desta ciência e do conhecimento que o Santo lhe dá para tal feito, se operam milagres e se revelam segredos(...)

[i] Sobre isso, vide “Sefer Ha Maskilim – O Livro dos Iniciados – A Fundação – As Três Mães”. [ii] Sobre isso, vide “Sefer Ha Maskilim – O Livro dos Iniciados – A Fundação – Tzimtzum e Os Mundos”.


Texto extraído do livro "Tratado de Herbologia Cabalística - Tomo 1, Portão 1" que será lançado no Equinócio de Primavera.

Escrito por Alef Yaakov.

Todos os direitos reservados da Academia Merkabah.

137 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo